quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Meus dias

Aqui não é lugar pra isso, porque isso não é um diário.
mas não tenho como não deixar de dizer:

Estou cansada
Quero que os sonhos terminem
A noite dure 24 horas
E o acordar seja perene para que a minha dor sufoque sem que eu sinta vontade de falar
A persistência é parte da obrigação que me persegue todas as vezes que respiro e lembro do que construi.
Meu coração anda acelerado e não é de amor
Meu olhos lacrimejam mas não é de dor
Meu corpo engorda e não é de comida
Minha vida passa e eu não sinto...
Não penso porque senão, desisto.

Um comentário:

Daniela PNM disse...

Oi Lita!
Fico lisonjeada pela sua visita e pelo seu comentário!
Gostei muito das tuas poesias. Sucesso na caminhada!
Abraço
Daniela
(Rica Menina Pobre)